​​​​​​

Post

mar 22
DIA MUNDIAL DA ÁGUA - 22 de março

 
mar 21
DIA DA POESIA - 21 de março - DIA DA ÁRVORE

FLORESTA
(…)
E as árvores abriram os seus ramos
Os seus ramos enormes e convexos
E no estranho brilhar dos seus reflexos
Oscilavam sinais, quebrados ecos
Que no silêncio fantástico beijei.

Sophia de Mello Breyner Andresen​, ​Obra Poética

1486649_687971784593885_1709426624_n.jpg ÀRVORE.jpg

mar 19
Sandro Botticelli

Botticelli.jpg


mar 19
Quando Vier a Primavera

​Quando vier a Primavera, ​​​
Se eu já estiver morto,
As flores florirão da mesma maneira
E as árvores não serão menos verdes que na Primavera passada.
A realidade não precisa de mim.

Sinto uma alegria enorme
Ao pensar que a minha morte não tem importância nenhuma

Se soubesse que amanhã morria
E a Primavera era depois de amanhã,
Morreria contente, porque ela era depois de amanhã.
Se esse é o seu tempo, quando havia ela de vir senão no seu tempo?
Gosto que tudo seja real e que tudo esteja certo;
E gosto porque assim seria, mesmo que eu não gostasse.
Por isso, se morrer agora, morro contente,
Porque tudo é real e tudo está certo.

Podem rezar latim sobre o meu caixão, se quiserem.
Se quiserem, podem dançar e cantar à roda dele.
Não tenho preferências para quando já não puder ter preferências.
O que for, quando for, é que será o que é.

 Alberto Caeiro, Poemas Inconjuntos

Fernando pessoa.jpg

nov 17
The Autumn Leaves, by Nat King Cole

​​

 


The falling leaves drift by the window
The autumn leaves of red and gold
I see your lips, the summer kisses
The sun-burned hands I used to hold

Since you went away the days grow long
And soon Ill hear old winters song
But I miss you most of all my darling
When autumn leaves start to fall
::

nov 16
O Outono na poesia portuguesa

​​Outono

Tarde pintada 
Por não sei que pintor. 
Nunca vi tanta cor 
Tão colorida! 
Se é de morte ou de vida, 
Não é comigo. 
Eu, simplesmente, digo 
Que há fantasia 
Neste dia, 
Que o mundo me parece 
Vestido por ciganas adivinhas, 
E que gosto de o ver, e me apetece 
Ter folhas, como as vinhas. 

                                  Miguel Torga

Do livro: Diário X, s/editora, 1966, Coimbra


nov 16
O Outono: entre o equinócio e o solstício.


Cada uma das épocas do ano em que o Solno seu movimento anual aparentepassa pelo plano do equador celestefazendo com que os dias sejam praticamente iguais às noites.

​Equinócio do Outono
Dia do ano em que o Sol está no plano do equador celeste e que corresponde ao início do Outono (por volta do dia 22 ou 23 de Setembro no hemisfério norteantes de se deslocarno seu movimento anual aparentepara sul do equador celestepor volta do dia 20 ou 21 de Março no hemisfério sulantes de se deslocar para norte).

​in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/equin%C3%B3cio [consultado em 16-11-2014].


jul 08
As Bibliotecas têm agora um novo blogue!

As Bibliotecas do Agrupamento dispõem agora de um novo espaço de partilha e divulgação de atividades! ​
Consulta este blogue com regularidade!​